Psicólogo organizacional: 4 desafios que todo profissional enfrenta

O psicólogo organizacional é o profissional responsável pelas questões relacionadas a administração e valorização dos recursos humanos em uma organização. Além das atividades operacionais realizadas dentro de uma empresa, como recrutamento, seleção e avaliação de desempenho, também é responsável por questões estratégicas, como avaliação de clima e cultura e administração de processos, planejamento estratégico e resolução de conflitos.

Por ser uma função que perpassa todos os níveis de uma organização, o psicólogo organizacional enfrenta diversos desafios. Você sabe quais são eles? Conheça aqui os 4 desafios mais comuns a essa profissão!

Desafios do psicólogo organizacional

1. Falta de prestígio

Impactos psicossociais não são considerados nas mudanças organizacionais como, por exemplo, em uma fusão de empresas ou demissões de funcionários. Isso ocorre pois muitos gestores não reconhecem o impacto sistêmico e o valor das relações humanas no funcionamento de uma organização.

Como consequência, o psicólogo organizacional perde espaço para profissionais de outras áreas, inclusive sendo prejudicado por alguns projetos de lei que podem favorecer administradores na profissão.

2. Preconceito por parte de outros profissionais da psicologia

Psicólogos organizacionais ainda são mal vistos por outros profissionais da psicologia. Esse preconceito é fruto de uma história de criação da área, que começou a partir da psicologia industrial. Nesse contexto, o ser humano era visto como alvo de manipulações fragmentadas, criando uma imagem coercitiva e não humanizada, ao invés de trabalhar a complexidade das relações humanas nas organizações.

O papel do psicólogo organizacional é desconhecido por muitos, e por vezes são criadas visões distorcidas que não correspondem com a realidade. A área se atualizou e mudou muito desde o seu surgimento, e existe uma variedade grande de teorias para o trabalho em organizações.

3. Dificuldades com diálogos interdisciplinares

A área de Recursos Humanos é ocupada por profissionais de diversas outras áreas, como administração, economia e engenharia de produção. Esses profissionais possuem, muitas vezes, percepções e uma linguagem diferente, o que dificulta a comunicação e a integração entre eles com psicólogos.

Portanto, cabe ao psicólogo organizacional aprender como lidar com não-psicólogos e entender questões estratégicas para que o diálogo interdisciplinar possa ocorrer de maneira efetiva.

4. Integração prática e teórica

A psicologia clínica possui maior prestígio e foco dentro da graduação, impedindo que estudantes realmente conheçam mais a respeito da psicologia organizacional e do trabalho. A capacitação é precária para psicólogos organizacionais nas faculdades e por vezes cursos de pós-graduação em administração acabam ocupando o espaço que as instituições de psicologia não preenchem.

Faltam estágios na área dentro das universidades, sendo que estes normalmente são ofertados por empresas externas ou outras áreas do conhecimento. Essa falta de capacitação dificulta uma integração entre prática e teoria, o que prejudica os profissionais no mercado de trabalho.

Soluções para o psicólogo organizacional

Apesar dos problemas citados, há vários caminhos para que o psicólogo organizacional favoreça a popularização e valorização de seu trabalho: lutar pela reformulação dos currículos acadêmicos, estimular pesquisas na área, procurar por incentivos para estágios na área de psicologia organizacional e do trabalho, criar palestras e materiais informativos sobre a identidade da área e seu papel na sociedade.

Essas soluções exigem uma grande iniciativa, capacitação e proatividade por parte dos profissionais mas, se realizadas, trazem excelentes perspectivas para essa área que tem grande potencial de atuação e impacto na sociedade.

________________________________________________________________________
Notícias sobre a retomada do crescimento sinalizam que o mercado voltará a contratar. Os profissionais de RH devem estar preparados para atender a demanda de recrutamento e seleção de pessoal.
________________________________________________________________________

Sobre o Curso Recrutamento, seleção, treinamento e acompanhamento de pessoal

O objetivo do curso Recrutamento, Seleção, Treinamento e Acompanhamento de pessoal é oferecer embasamento teórico e prático para que o participante esteja preparado para trabalhar com Recrutamento, Seleção, Treinamento, Acompanhamento de Pessoal, utilizando técnicas de entrevistas, observações, diversos testes de personalidade e aptidões específicas, dinâmicas de grupo e elaboração de documentos psicológicos (Declaração, Atestado, Laudo/Relatório e Parecer).

Curso Presencial com Certificado
40 horas/aula
Público: Psicólogos e estudantes de Psicologia
Mais informações: www.cicloceap.com.br

 

Artigo anteriorPróximo artigo