Como Lidar Com a Ansiedade – Dicas práticas

Ansidade - Blog Ciclo CEAP

Ansiedade.

 

  • Fazer pausas de 10 minutos, a cada 2 horas de trabalho, no máximo. Repetir essas pausas na vida diária, pensa em ti, analisando e avaliando as tuas atitudes.

  • Aprende a dizer NÃO sem te sentires culpado ou achar que estas a magoar. Querer agradar a todos é um desgaste enorme.

  • Planeia o dia, mas, deixa sempre um bom espaço para o improviso, consciente de que nem tudo depende de ti.

  • Concentra-te em apenas uma tarefa de cada vez. Por mais ágeis que sejam os teus pensamentos (cenários mentais) e as tuas intenções, acabarás baralhado e confuso.

  • Esquece de uma vez por todas que és imprescindível. No trabalho, em casa, no grupo de amigos. Por mais que isso te desagrade, a vida anda sem a tua atuação, a não ser a tua própria, claro.

  • Abre a mão de ser responsável pelo prazer de todos. Não és a “fonte dos desejos”, e/ou o eterno “mestre de cerimonias.”

  • Pede ajuda sempre que necessário, tendo o bom senso em identificar as pessoas certas.

  • Diferencia problemas reais dos problemas imaginários e elimina-os porque são pura perda de tempo e ocupam um espaço mental precioso para coisas mais importantes.

  • Tenta descobrir o prazer de factos quotidianos, como dormir, passear, ouvir musica, relaxar, comer e tomar banho, sem também achar que é o máximo que se consegue da vida.

  • Evita o envolvimento com a ansiedade e tensão alheias. Espera um pouco e depois retoma o dialogo; põe acção e entrega os resultados.

  • A família não és só tu, está junto a ti, compõem o teu mundo, mas não são a tua própria identidade.

  • Entende quais os princípios e convicções “rígidas” que podem ser um grande “peso”; “da trave mestra” do movimento (valores) e da busca espiritual.

  • É preciso ter sempre alguém em quem se confiar e se consiga falar abertamente, a menos de um raio de 100 km. Não adianta estar mais longe.

  • Sabe a hora certa de sair de cena, “retirar-se do palco” e “ deixar a roda andar”, se necessário a gravidade dá uma ajuda. Nunca percas o sentido subtil da importância de uma saída de cena discreta.

  • Não queiras saber se falam mal de ti e não te atormentes com esse “lixo mental”; escuta se falaram bem, com reserva analítica, sem qualquer convencimento.

  • Competir no lazer, no trabalho, na vida a dois é óptimo…para quem quer ficar esgotado e perder o melhor da relação.

  • A rigidez é a obra na pedra”, não no homem. A ele cabe a integridade, que é muito diferente.

  • Uma hora de intenso prazer substitui, com folga, 3 horas de sono perdido. O prazer recompõe mais que o sono, logo não percas a oportunidade de te divertires.

  • Não abandones as tuas três grandes e inabaláveis amigas; a intuição, a inocência e a fé.

  • Entende de uma vez por todas, definitiva e conclusivamente “ Tu és aquilo que fazes…”

Coloca em pratica, e com determinação, estas dicas e verás resultados positivos no dia-a-dia.

Via Prevenção das DependênciasMinha Vida
Artigo anteriorPróximo artigo