INDICAÇÃO DE LIVRO – Arrancar Máscaras! Abandonar Papéis! A comunicação pessoal em 25 passos

A forma como a pessoa se comunica é indicadora de amadurecimento e crescimento pessoal

A comunicação começa com a comunicação interna, portanto algumas questões são importantes para refletirmos:

Quão honestos somos com nós mesmos? É possível ser honesto com o outro sem antes sermos conosco?

Assumir a honestidade pessoal significa assumir a responsabilidade por sermos quem somos, com nossas dores e alegrias, com a nossa realidade. Com nossa luz e nossa sombra.

Como Bertolt Brecht diz: “Apenas quando somos instruídos pela realidade é que podemos mudá-la.”

A origem da palavra realidade traduz-se em tudo que existe. E honestidade é honra.

Ou seja, sermos reais e honestos é honrar tudo que somos.

“…Dag Hammarskjold, que foi secretário geral das Organizações das Nações Unidas, sugeriu que nos tornamos perito em explorar o espaço sideral, mas não desenvolvemos habilidades semelhantes para explorar nossos próprios espaços interiores pessoais. De fato, escreveu: “A mais longa viagem de alguém é a viagem para dentro de si”….”John Powell e Loretta Brady.

Enquanto não explorarmos nosso espaço interior viveremos sob máscaras

E é exatamente o título do livro que extrai a citação acima: Arrancar Máscaras! Abandonar Papéis! Ed. Edições Loyola.

Assumir quem somos é o mesmo que unir todas as nossas partes, integrar nosso lado bom e ruim, responsabilizarmos por nossos atos e principalmente aceitarmo-nos incompletos.

Esse movimento conduz ao contato com a realidade, um caminho real e verdadeiro para o crescimento.

E a proposta é começar este exercício através da comunicação que é também o subtítulo do livro: A comunicação pessoal em 25 passos.

E porquê através da comunicação?

A comunicação nos dá a medida exata da realidade, da honestidade e das suas consequências.

Ora, se não há comunicação haverá apenas imaginação e fantasia.

Para sair da eterna ação e reação nos nossos relacionamentos precisamos de honestidade no diálogo

Se não somos honestos, acionamos inconscientemente no outro a defesa, então a comunicação não se fará por diálogo e sim por ações e reações.

As consequências são muitas desde crises nas relações até rompimentos.

A prática de comunicarmos melhor nos conduzirá a caminharmos sob a realidade e mais do que isso nos conduzirá à nossa verdadeira essência.

 

Andréia Castagna Ferreira

Artigo anteriorPróximo artigo