Ser transgênero é um transtorno mental? – Psicologia e suas questões

Um estado psicológico é considerado um transtorno mental apenas se causar sofrimento intenso ou incapacidade significativa.

Muitas pessoas transexuais não sentem seu gênero como angustiante ou incapacitante, o que implica que a identificação como transgênero não constitui um transtorno mental.

Para esses indivíduos, o problema significativo é encontrar recursos acessíveis, como aconselhamento, terapia hormonal, procedimentos médicos e o apoio social necessário para expressar livremente sua identidade de gênero e minimizar a discriminação.

Muitos outros obstáculos podem levar à angústia, incluindo falta de aceitação na sociedade, experiências diretas ou indiretas com discriminação ou agressão. Essas experiências podem levar muitas pessoas transexuais a sofrer de ansiedade , depressão ou transtornos relacionados a taxas mais altas do que as pessoas não transgênicas.

De acordo com o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-5), pessoas que experimentam uma incongruência de gênero intensa e persistente podem receber o diagnóstico de “disforia de gênero”. Alguns afirmam que o diagnóstico inapropriadamente patologiza a não-congruência de gênero e deve ser eliminado. Outros argumentam que é essencial manter o diagnóstico para garantir o acesso aos cuidados.

Fonte: APA – American Psychological Association

 

Artigo anteriorPróximo artigo